Terça-feira, 8 de Março de 2011
A School Year - Capitulo 1

Kaname PVO

 

Saco de viagem ao ombro, dirijo-me àquela que será a minha casa durante este ano, a residência do campus universitário. Nem acredito que aqui estou, pronto a começar o primeiro ano de economia, não que esteja particularmente ansioso ou extasiado por estar neste curso, é um pequeno sacrifício que devo fazer em nome da família, pois só assim poderei gerir o que me foi deixado pelos meus pais. Confio no meu tio e no seu bom trabalho, mas é diferente quando as coisas estão na nossa mão, e por outro lado é uma forma de me sentir mais próximos deles, pois sei que ficariam orgulhosos com as minhas escolhas. O campus universitário é enorme, é quase possível perdermo-nos aqui, mas ali está a minha residência pintada de branco sujo, em nada apelativa, veremos como são os quartos e esperamos que o meu colega não seja demasiado ruidoso.

Subo as escadas lentamente, pois já estou a carregar o saco há um bom bocado e apesar de estar em forma, o peso ainda é considerável. Vejo outros estudantes a entrar, muitos deles acompanhados por pais ou familiares próximos, possivelmente caloiros como eu cujos pais estão reticentes em os abandonar. Não tenho nada disso, podia ter aceite que a minha irmã viesse, o motorista voltaria a levá-la para casa, mas não me parece muito importante que ela esteja presente, não quero tornar as coisas demasiado emocionais, num fui muito dado a demonstrações públicas de afecto. 220, 222, 224, finalmente o meu quarto, Flowright e Kuran, lê-se no pequeno placar da porta. Oiço alguém a falar lá dentro, bato mas ninguém responde, por isso resolvo entrar.

“Não… Mal não faz não é… Ele é um verdadeiro pedaço… Está bem, está bem, ele até pode ser teu amigo e blá blá blá, mas isso não invalida o facto de ele ser giro… Não sejas assim, às vezes não percebo como sou teu amigo, és tão conservador… Ok até logo… Chato… Está bem, eu vou-me portar bem, mãezinha… Até logo.”

Um bocadinho ruidoso, adora gesticular, bastante sarcástico, camisola preta justa, calça de ganga com o corte slim fit, cabelo loiro meio rebelde… hummm definitivamente gay.

“ Oh já estavas aí? Bem-vindo, o meu nome é Fye e como já deves ter percebido sou o teu colega de quarto para o resto do ano por isso bear with me”.

Directo, decidido e extremamente bem-disposto, faz-me lembrar o meu melhor amigo.

“Olá eu sou o Kaname, desculpa ter entrado mas eu bati…”

“Estás à vontade, só estava a disparatar com o meu melhor amigo. Precisas de ajuda com alguma coisa, trazer malas…”

“Não obrigada, já tenho tudo” disse apontado para o saco que ainda tinha ao ombro.

“Oh!” disse com uma expressão admirada… Yup definitivamente gay… Só assim se compreende a admiração por eu transportar apenas uma mala.

“Eu já me instalei, uma vez eu este quarto já era meu o ano passado… Guardei-te um espaço no guarda-fatos, embora tenha de admitir que eu tenho demasiadas roupas, por isso não te assustes… Eu adoro moda e design, aliás é a minha área. Já conheces a cafetaria? Conheces alguém aqui? Eu vou jantar lá com uns amigos se quiseres vir… Desculpa, devo estar a falar demais.”

Ri-me. Vai ser um ano interessante sem dúvida com um colega de quarto como ele, mas acho que as suas habilidades sociais são óptimas para quebrar o gelo, esperava que este primeiro dia fosse estranho e constrangedor, mas é difícil não ir na onda deste rapaz, definitivamente tão parecido com o meu melhor amigo.

“Eu vou arrumar as minhas coisas primeiro… mas depois até aceitava ir contigo para baixo, não sei se o meu amigo já veio e a minha prima só vem amanhã por isso…”

Senti uma palmadinha nas costas enquanto me dizia que ia visitar uns colegas e que voltaria para irmos juntos para a cafetaria. Desarrumei o saco, pendurei camisas, casacos e calças, tentando ignorar as múltiplas peças penduradas ao pé das minhas… Ao pé das dele, as minhas roupas parecem patéticas, calças de ganga direitas e aborrecidas, camisas descoloridas, fatos de negócio demasiado sérios para a minha idade e alguns pólos e t-shirts. Sei que não passo despercebido, mas com alguém com um sentido estético e criativo como o dele devo parecer um pãozinho sem sal. Não interessa, os nossos objectivos futuros são diferentes por isso convém que nos vistamos de acordo com essas metas. Passei a mão pelo cabelo meio ondulado e desnivelado devido ao novo corte, se não fosse pela Yuuki nunca teria deixado que me cortassem assim o cabelo, mas devo admitir que favorece a minha postura. Bem está na hora de jantar, só espero que Fye não demore.

 

 

Aqui fica o primeiro capitulo. Peço desculpa por não dizer a que animes pertencem os personagens, neste preciso momento estou a correr para acabra de fazer a mala e ir a casa, mas para alguém que tenh mais curiosidade, deixei um comentario na apresentação das personagens Kurogane e Fye. Espero que não esteja demasiado mau e continuem a seguir a história.

See you next week. 


sinto-me: pressa
música: aquecedor

publicado por Morceguinha às 12:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
30
31


Da minha autoria
posts recentes

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year: Zero e Kan...

favoritos

10º Capítulo - Love Isn't...

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds