Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009
More Than Twins: Para Além do Medo

Resolvi postar o primeiro capitulo da fic que é o único que está bem escrito... Não sei quando poderei voltar a postar até porque o meu computador está avariado logo será mais dificil de escrever e de aceder à net.

Fico feliz por saber que tenho novas leitoras e por saber que continuo a ter as minhas leitoras fieis:

-Pink Si Dark

-Sara 

-Elly

-Dreamer

- Tomma Caralha (que vem sempre que pode)

- Sofia Oliveira

- Tomcl_tokiohotel

- e tantas outras que nem sempre vêem mas que vão tentando acompanhar.

Bjinhus***

 

Capítulo I 

 

 

                                                - PV Tom -

Senti uma presença no meu quarto, um perfume conhecido preenchia o ar. Obriguei os meus olhos a abrirem para confirmar se o que sentia era de facto real. Sempre tivemos uma ligação especial, sabíamos sempre onde o outro estava, sabíamos sempre o que cada um pensava, o que cada um sentia, mas com a idade começamos a bloquear essa ligação. Hoje percebo que a bloqueamos por sentirmos o que não era suposto sentir. Vi-o aproximar-se no escuro lentamente, estremecendo a cada trovão que rasgava os céus, só agora me apercebia que estava uma noite de tempestade tal como as que costumávamos partilhar. O brilho dos relâmpagos ilumina o rosto de Bill, aqueles olhos infinitamente castanhos e idênticos aos meus, o seu cabelo negro caído sobre os ombros… Aquele rosto que neste último ano tanta falta me fez… O céu fica todo iluminado e os nossos olhos cruzam-se enquanto um som aterrador invade o espaço… Bill treme, mas fixa os meus olhos na incerteza se eu o acolherei mais uma vez nos meus braços. Deito os cobertores para trás deixando um espaço para que ele se possa deitar… Aproxima-se ainda mais da cama nas suas calças de pijama e a sua pequena t-shirt branca, sentando devagar junto a mim… Ficamos em silêncio ouvindo o desabar do mundo… Sinto-me nervoso, nada será já como dantes, não agora, não depois de sabermos os segredos um do outro…O meu braço toca acidentalmente o do Bill e sinto o seu corpo tremer, todo o medo é esquecido e os meus braços procuram rodear o seu corpo de forma protectora… Mas ao contrário do que seria de esperar o seu corpo estremece ainda mais e o ribombar dos trovões é intercalado por uns soluços compulsivos.

As lágrimas caem em cascata dos olhos de Bill e eu aperto-o contra o meu peito para que ele possa chorar encostado a mim, sinto que ele precisa de lavar a alma e apesar de querer saber o que se passa, dou-lhe algum tempo para que se possa acalmar. Os soluços tornam-se praticamente inaudíveis, as lágrimas caem mais lentamente… “Bill” chamo o seu nome num sussurro. “Isto é tão errado Tom… nós não podemos…” O seu corpo volta a tremer nos meus braços e sinto o medo apoderar-se de mim. Não serei capaz de lidar com a rejeição, não serei capaz de olhar para o meu irmão, para a pessoa que mais amo, sabendo que ela me ama e que não podemos estar juntos. Tantas noites sonhei com o momento em que o ouviria dizer que me amava e juntos enfrentávamos o mundo. “Bill… Achas que isto é errado?”, entrelaço os meus dedos nos seus, “Achas que isto é errado?”, beijo-lhe a face docemente, “Achas que isto é errado?”, deixo os meus lábios roçarem ao de leve nos seus.

“Tom… Isto nunca… O mundo está contra nós… Nunca poderemos andar de mão dada na rua, trocar carinhos, iremos andar sempre escondidos… Eu não sei se poderei viver uma vida em que de dia somos irmãos e à noite amantes…

“Bill”, a minha voz perdeu-se na escuridão do quarto, ao longe ouvia-se ainda a trovoada.

“Tomi, eu quero voltar a estar perto de ti como era hábito, mas por muito que te ame e por muito que tu me ames… Eu só quero poder sentir-me protegido nos teus braços, quero poder adormecer sabendo que nada me fará mal…”

Nos meus olhos ardiam lágrimas ansiosas por cair, depois de toda esta espera iria ganhar um irmão, mas teria de perder para sempre o amor da minha vida… Deitei-me trazendo comigo o meu irmão, encostando-o ao meu peito, querendo-lhe dar a única coisa que ele me tinha pedido… Tranquei as palavras no meu coração, não era a altura certa… Talvez um dia o Bill fosse capaz de pedir algo mais do que a minha protecção, talvez um dia ele estivesse preparado para viver o nosso amor, mas por agora vou-lhe dar tudo o que ele pedir, vou mostrar-lhe que o amo, vou-lhe dedicar cada minuto do meu tempo… Um dia as palavras poderão sair, mas por enquanto vão ficar guardadas no meu coração.

 

 

 

 

 


sinto-me: who cares
música: we are broken - paramore

publicado por Morceguinha às 22:29
link do post | comentar | favorito

10 comentários:
De мєℓαηιє кαυℓιтz a 18 de Fevereiro de 2009 às 23:17
oh possa, capitulo tão sweet *-*
eles são tão fofos +.+
acériom, a fic ainda mal começou e eu ja a AMO *.*

mais sim?
kiss..


De daniundbill a 19 de Fevereiro de 2009 às 09:29
Hey! ^^.
God, á tanto tempo que não acompanhava as tuas fic's. >.<'
Desculpa. É que não acompanhei desde inicio a outra e começar a meio nunca dá muito geito. =.
Mas vou acompanhar esta, prometo. ^^.

Ok, agora paralizei a olhar a imagem de fundo.
Tá mesmo bem feita, pá! *q*
Pronto, eu vou ler. z]

Oh. *w*
Derreti que nem um gelado em pleno Verão.
Foi tão sentimental. Tão bonito. Tão... inesplicavel.
E a imagem ali ao lado ajudou bastante. Não consigo parar de olhar para ela. -.-
Tá tão bonita. *-*
Mas bem, o Billy tem de passar o medo. Se eles se amam só têm mesmo é de ser felizes, não é?
Nem que precisem de atropelar meio mundo pelo caminho.
Por isso, vê lá se arranjar maneira de o Billy perder o medinho. Que ele já não tem idade para isso. x]
Ele devia ser mais como o Tom. Rebelde. Tipo "Yo, rasta boy, és buéda rebel, hein?!". Ok, passei-me. Oo

Oh! E mais uma coisinha.
Troca a musica. >.<
A voz da Hayley está estranha nessa versão. =.

Quero mais fic, tiim? ^^
Kiss.


De Sweet Girl a 19 de Fevereiro de 2009 às 12:42
Omgd!
capitulo tão sweet',..
adorei.. continua a posta sim ??
vou continuar a ler..
beicinhO's


De a ana a 19 de Fevereiro de 2009 às 13:21
Descobri o teu blog a pouco e comecei a ler esta Fic.
Bem, esta linda ++
Consegues mesmo transmitir aqueles sentimentos quase inexpliccaveis .)

Vou continuar a acompanhar.
Beijinho


De Sii '' a 19 de Fevereiro de 2009 às 15:32
Olá olá...

Fiquei feliz por ver o meu nome ali em cima...^^ Como sbaes mesmo que eu não comente logo que posts eu venho cá assim que posso, porque infelizmente tou sem net e o meu portátil está para dar o berro -.-'

Ai fiquei mesmo contente por esta continuação...^^

percebo o medo do Bill, afinal tudo está contra eles, ninguém iria perceber essa relação....

Mas não será melhor o Tom demonstrar o que sente estando ali para lhe dar aquela protecção, dando-lhe o que ele quer? Assim demonstra o que sente e talvez o bill se solte...^^

Eu adoro a tua escrita...é mesmo linda e adoro vir auqi e puder ler tudo o que escreves, descreves tudo muito bem...^^

Amei...

Jinhu''
Si


De Sássára a 19 de Fevereiro de 2009 às 17:29
Maninha, a música que puseste está esquisita, acho qu devias tentar outra x)

"Nos meus olhos ardiam lágrimas ansiosas por cair, depois de toda esta espera iria ganhar um irmão, mas teria de perder para sempre o amor da minha vida…"
Amei esta parte, meu Deus.

Adoro-te linda <3


De Vivineechan a 19 de Fevereiro de 2009 às 20:50
Lindo! AMO ESTA FIC.
Prometo acompanhar todos os capitulos da fic.
blx continua.


De Sofia Oliveira a 19 de Fevereiro de 2009 às 20:53
estou a gostar.
:D
está linda.
beijinhos


De elly-ana a 19 de Fevereiro de 2009 às 21:23
tentei abstrair-me, mas nao consigo, mas como és tu eu vou tentar...

mas apesar de tudo está muito lindo...

posta...

beijinhos****


De x Puky a 20 de Fevereiro de 2009 às 19:24
Tão lindo *-*

Isto nao parece a Halley a cantar Oo


Beijinho**


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
30
31


Da minha autoria
posts recentes

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year: Zero e Kan...

favoritos

10º Capítulo - Love Isn't...

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds