Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009
One shot - My All

Bem chegámos ao fim desta colecção. Quanto ao futuro deste blog continua incerto, quem sabe o que lhe pode acontecer. Obrigadas a todas as pessoas que tiveram paciência para todas as minhas historiazecas :)

Elly esta é para ti! Obrigada por tudo minha paixão.

Bjinhos* 

Noticias do blog aqui.

 

 

 

My All
Relembro os nossos encontros, as nossas mini-férias que permaneciam em segredo para todos aqueles que nos rodeavam, relembro as escapadelas, os nossos pequenos momentos, tão raros mas tão apreciados por ambos. Sempre fui o teu segredo, a nossa relação sempre foi longe de uma relação normal, afinal tu não eras alguém normal, estavas bem longe de o ser, tu eras uma estrela de rock, alguém com uma imagem a manter, alguém cuja editora pressionava para que fosse solteiro. Encontrávamo-nos nos locais mais recônditos, em pequenas aldeias quase abandonadas, mas em especial nesse velho farol, longe da nossa cidade natal, rodeados por água e pelas estrelas. Tenho saudades das noites que passamos nos braços um do outro, algumas ao ar livre, tendo o céu como tecto, tenho saudades dos beijos trocados na noite, longe de olhares indiscretos, tenho saudades das tuas mãos percorrendo o meu corpo enquanto adormecia com a cabeça repousada no teu peito. Ambos sabíamos que seria um segredo demasiado grande para sobreviver durante anos, mas ainda assim continuamos juntos, infringindo o teu contracto, infringido as regras que te foram impostas. Mas tudo o que é perfeito tem tendência a chegar ao fim e assim nos aconteceu, foste seguido sem teres dado conta por um dos teus guarda-costas e fotografias nossas foram para às mãos dos teus superiores. Foste encostado à parede, ou me deixavas ou o teu contracto seria anulado e contigo arrastarias os teus colegas e amigos. Era uma escolha obvia não podias sacrificar os teus amigos por isso acabaste por sacrificar o nosso amor, acabaste por te sacrificar.
Durante algum tempo não acreditei que tudo tinha acabado, em parte porque raras eram as vezes em que recebia uma chamada tua, uma pequena carta a acompanhar um bouquet de rosas, mas depressa me apercebi que não voltarias e aí as noites passaram a ser demasiadamente solitárias, não tinha já com que sonhar, não haveria já uma próxima vez. Nas noites de insónia revia os momentos perfeitos, as juras de amor feitas em silêncio, os teus olhos que brilhavam mal me viam, os sorrisos cúmplices, as noites de amor. O meu coração não consegue aceitar que é errado amar-te, porque afoguei-me em ti, na tua essência, mas agora ao fim destes meses não passas de um desejo, de uma estrela distante que não posso já tocar. Acompanho todos os teus passos e admiro toda a tua força, admiro toda a tua capacidade de fingires ser feliz, de seres capaz de colocar um sorriso na cara que eu sei ser falso. Estas entrevistas e concertos passados em directo é tudo o que resta de ti, agora não passo de alguém incógnito entre muitas outras que te amam, mas eu soube o que era ter-te e perder-te e nenhuma das outras sabe o que isso significa, foste meu e nunca serás de nenhuma delas. Tenho agora o hábito de colocar os teus cd’s a tocar de cada vez que me deito, tudo para poder sentir-te mais perto, para me relembrar da tua voz melodiosa, para me lembrar da nossa canção, aquela que escreveste só para nós e que todos desconhecem. Tenho saudades tuas.
E agora numa última despedida regressei ao nosso farol, o farol que sempre fora o teu refúgio e que um dia partilhaste comigo. Não sei se te encontrarei lá, gostaria que isso acontecesse, mas quero apenas tocar nos objectos, nas paredes onde estivemos juntos, quero fingir que tudo ainda está igual, quero reviver uma última vez o nosso amor, quero, no fundo, uma última noite contigo. Eu daria tudo de mim pelo teu amor hoje à noite, daria tudo de mim para sentir o teu corpo junto do meu uma última vez, daria tudo de mim para ouvir um último amo-te da tua boca. Subo as escadas devagar e dirigi-mo ao alto do farol, um local que ambos gostávamos, onde observávamos a imensidão do oceano e o céu estrelado quando as nuvens não encobriam os pontinhos brilhantes. Pouso as mãos no corrimão e observo aquele oceano que agora me parece demasiado negro e sinto as tuas mãos repousarem nas minhas e o teu cheiro invade-me, sei que não estou a sonhar quando os teus braços me apertam contra ti. Parece que terei direito ao último adeus que tanto desejei. Levas-me para dentro entrelaçando a tua mão na minha e sem pressas despes-me e deitas-me delicadamente sobre a cama. O meu corpo chama por ti e tu depressa respondes ao seu chamamento. Fizemos amor uma última vez, enquanto a tua voz chegou até mim jurando amor eterno e prometendo que um dia seremos livres para viver este amor. E depois de nos termos consolado um ao outro, depois de termos serenado os nossos corações adormecemos juntos uma última vez, tu cantando-me ao ouvido a nossa canção e eu ouvindo uma vez mais o compasso calmo do bater do teu coração. Amanhã ao acordar sei que já não estarás a meu lado, mas sei que estejas onde estiveres estarás sempre comigo.                        

 


música: My All - mariah carey
tags:

publicado por Morceguinha às 22:22
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De мєℓαηιє кαυℓιтz a 19 de Outubro de 2009 às 22:54
Oh pá! Tão lindo +.+
Quase que me vieram as lágrimas aos olhos x.x
Tu não tens o direito de me fazer isto x)
Tá lindo, mesmo *-*
Oh, já chegou ao fim da colecção? :(
Eu quero mais ><
Bjo. <3


De Sássára a 20 de Outubro de 2009 às 18:28
Omg, que one shot linda, maninha! Tu só escreves coisas espectaculares *.*

Amo-te <3


De Sofia Oliveira a 6 de Novembro de 2009 às 19:32
está tão lindo..
gostei bastante.. :DD

beijinhos


De *Tomma Caralha* a 2 de Janeiro de 2010 às 15:22
Olááá .
Passei por aqui para fazer publicidade a um site onde me juntei recentemente . É fixe , tipo hi5 , blog e msn , tudo num só . Para juntar a este site só há duas regrazitas: ser rapariga & ter mais de 16 anos (ou pelo menos 16) . o Site é: http://spotlezie.ning.com/

Beijinho###


De GabrielaF a 23 de Junho de 2010 às 11:05
Está linda, triste e de pôr as lágrimas nos olhoos de quem quer a leia ):

Continua por favor (:
Beijinhoo*


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
30
31


Da minha autoria
posts recentes

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year - Capitulo ...

A School Year: Zero e Kan...

favoritos

10º Capítulo - Love Isn't...

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds